Manuel Teixeira Gomes

Manuel Teixeira Gomes aproveitou a riqueza da sua família para se dividir durante muitos anos entre a boémia e as artes e letras onde fez amizades com os grandes do seu tempo. Republicano convicto adere à política após a revolução de 5 de Outubro de 1910, chegando a ser eleito Presidente da República em 1923. Cargo que abandona dois anos depois com a desculpa de se querer dedicar a cem por cento à literatura.

Citações

A política longe de me oferecer encantos ou compensações converteu-se para mim, talvez por exagerada sensibilidade minha, num sacrifício inglório. Dia a dia, vejo desfolhar, de uma imaginária jarra de cristal, as minhas ilusões políticas. Sinto uma necessidade, porventura fisiológica, de voltar às minhas preferências, às minhas cadeiras e aos meus livros

Manuel Teixeira Gomes aquando da sua resignação ao cargo de Presidente da República.

Dados Biográficos

Nasceu a 1860–05–27
em Portimão, Portugal

Faleceu a 1941–10–18
em BugiaArgélia

Escritor, Político, Presidente da República Portuguesa

REDES SOCIAIS

1,091FansCurti
119SeguidoresSeguir
18SeguidoresSeguir