Revolta da Vilafrancada

Depois da derrota de um primeiro levantamento do Conde de Amarante, Manuel Silveira Pinto da Fonseca Teixeira, em Fevereiro de 1823, contra a Constituição Liberal, seguiu-se a 27 de Maio uma nova revolta, desta vez com a participação directa do Infante D. Miguel.

Começada em Vila Franca de Xira, e por isso denominada de Vilafrancada, esta revolta acabou mesmo por ter sucesso sendo que D. João VI anuiu à mudança política e à passagem de D. Miguel para Comandante-Chefe do Exército.

A revolta deu-se como terminada a 3 de Junho com a dissolução das Cortes.

Personalidades chave deste evento

Ordenados por relevância no evento

Manuel da Silveira Pinto da Fonseca Teixeira

?
Um dos líderes anti-liberais que chefiou tentativas de revolta prévias que viriam a culminar na Vilafrancada

D. Miguel I

?
O grande impulsionador da Vilafrancada e claro vencedor depois do triunfo da revolva, sendo promovido a Comandante Chefe do Exército.
Ler mais sobre D. Miguel I.

D. João VI

?
Rei à altura dos eventos, acabou por aceitar os termos dos revoltosos e mudar o rumo politico do país.
Ler mais sobre D. João VI.

Outros eventos

Tratado de Tordesilhas
Tratado das Alcáçovas
Cerco e Tomada de Lisboa
A Fundação do Banco do Brasil em 1808, o Primeiro Banco Português
Batalha de Aljubarrota
A primeira votação de uma mulher em Portugal
Golpe de estado de 28 de Maio de 1926
Convenção de Évora Monte