Efemérides Agosto

Nascimento Óbito
D. João I
Rei de Portugal
1357 4 11 1433 08 14 D. João I sendo filho ilegítimo de D. Pedro I não teria pretensão ao trono. Mas um risco de perda de indendència fê-lo tomar por armas, e vontade popular, o trono iniciando uma nova dinastia. Também é por sua ordem que são iniciados os Descobrimentos Portugueses comandados pelos seus filhos.
António de Spinola
Marechal de Portugal, Militar
1910 04 11 1996 08 13 Marechal António de Spinola foi um oficial superior do Exército Português, Governador da Guiné-Bissau, político proponente de um Federalismo Português Pluricontinental, membro da Junta de Salvação Nacional em 1974 e 14º Presidente da República
Adolfo Correia da Rocha “Miguel Torga”
Escritor, Poeta, Vencedor do Prémio Camões
1907 08 12 1995 01 17 Adolfo Correia da Rocha, mais conhecido pelo pseudónimo Miguel Torga, foi um dos mais importantes Escritores, Contistas e Poetas Portugueses do Século XX. Venceu também um Prémio Camões.
D. Afonso V
Rei de Portugal
1432 01 15 1481 08 28 D. Afonso V foi rei desde os seus seis anos, e sempre ficou marcado pelas Regências e conflitos da sua infância. Cognominado de “O Africano” pelas guerras e conquistas no actual Marrocos.
D. Sebastião I
Rei de Portugal
1554 01 20 1578 08 04 D. Sebastião foi coroado Rei com apenas três anos sucedendo ao seu avô D. João III. A guerra que travou em Marrocos, aos 24 anos e sem deixar descêndencia, foi um fracasso culminando com a perda de indepedencia de Portugal.
D. António Prior do Crato
Nobre de Portugal
1531 03 20 1595 08 26 D. António de Avis, também conhecido por D. António I de Portugal, Prior do Crato, foi um neto ilegítimo de D. Manuel I que tentou manter a independência Portuguesa frente aos Filipes de Espanha. Perdeu a guerra e não é contado na lista dos Reis de Portugal pela maioria das fontes oficiais.
D. Afonso VI
Rei de Portugal
1643 08 21 1683 09 12 D. Afonso VI foi um Rei fisica e mentalmente fragilizado toda a vida o que levou que em grande parte dos seus 25 anos de Reinado o país fosse governado por Regentes. Foi no seu reinado que se conseguiu a paz com Espanha e o reconhcimento da Indepêndencia.
Eça de Queirós
Escritor
1845 11 25 1900 08 16 José Maria Eça de Queiroz, ou Queirós com a nova ortografia que abominava, foi um génio na utilização da lingua portuguesa, um escritor moderno sagaz e uma das linguas mais fiadas da história de Portugal. Como tal foi muitas vezes “exilado” como diplomata fora do país para o afastar das questões internas.