Efemérides Abril

Nascimento Óbito
Henrique de Borgonha
Conde de Portucale
1066 00 00 1112 04 24 Henrique de Borgonha, conde de Portucale, mais comumente chamado apenas de Conde D. Henrique. Não sendo herdeiro do Ducado de seu pai veio para a península Ibérica participar na reconquista. Casou com D. Teresa, filha do Rei de Leão, e foi tornado por este Conde de Portugal. Começou a desenvolver ideias independentistas que viriam a ser retomadas por seu filho D. Afonso Henriques.
D. Maria II
Rei de Portugal
1819 04 04 1853 11 15 D. Maria II foi rainha pela vontade do pai D. Pedro reinar num Brasil independente. Envolvida numa guerra civíl longa pelo seu direito a reinar acabou por sair vitoriosa. Teve 11 filhos o que lhe valeu o cognome de A Educadora.
Isabel Maria de Bragança
Nobre de Portugal, Regente
1801 07 04 1876 04 22 Isabel Maria de Bragança foi a quarta filha de D. João VI e aquela a quem o Rei em seu leito de morte decidiu incumbir a tarefa de governar o país até se conseguir chegar a consenso sobre quem seria o Rei. Foi Regente de Portugal durante dois anos, até D. Miguel assumir o governo de Portugal.
D. Filipe III
Rei de Portugal
1605 04 08 1655 09 17 D. Filipe III, IV de Espanha, foi o último Rei da Dinastia espanhola Filipina que reinou em Portugal até à Guerra da Restauração de 1640. Um patrono das artes ficará sempre mais ligado a ter sido o Rei Espanhol durante a Guerra dos 30 anos.
D. Pedro I
Rei de Portugal
1320 04 08 1367 01 18 D. Pedro I é talvez mais conhecido pelo seu amor a Inês de Castro do que pelos dez anos em que governou Portugal num período sem guerras e alguma prosperidade, o que o levou a ser amado pelo povo mesmo sendo conhecido como um Justiceiro por vezes Cruel, os seus dois cognomes.
D. Fernando II
Rei Consorte de Portugal
1836 04 09 1885 12 15 D. Fernando II casou com D. Maria II após a morte do primeiro marido desta Augusto de Beauharnais. Após ser pai de D. Pedro V ascendeu a Rei de Portugal. Dedicou quase toda a sua vida às artes.
Mário Viegas
Actor, Encenador, Recitador
1948 11 10 1996 04 01 Mário Viegas foi um actor e encenador brilhante mas ficará para sempre na memória popular pela forma como, enquanto recitador, recitava poemas, em especial os de Fernando Pessoa
D. João I
Rei de Portugal
1357 4 11 1433 08 14 D. João I sendo filho ilegítimo de D. Pedro I não teria pretensão ao trono. Mas um risco de perda de indendència fê-lo tomar por armas, e vontade popular, o trono iniciando uma nova dinastia. Também é por sua ordem que são iniciados os Descobrimentos Portugueses comandados pelos seus filhos.
Manoel de Oliveira
Actor, Empresário, Realizador
1908 12 11 2015 04 02 Manoel de Oliveira foi um longevo actor, empresário e especialmente realizador que esteve activo no mundo no cinema desde 1943 até à sua morte em 2015, em mais de 70 anos de carreira.
António de Spinola
Marechal de Portugal, Militar
1910 04 11 1996 08 13 Marechal António de Spinola foi um oficial superior do Exército Português, Governador da Guiné-Bissau, político proponente de um Federalismo Português Pluricontinental, membro da Junta de Salvação Nacional em 1974 e 14º Presidente da República
Agostinho da Silva
Escritor, Filósofo, Poeta
1906 02 13 1994 04 03 Agostinho da Silva foi um dos maiores filósofos do Século XX Português. Com um trabalho muito focado na liberdade e na ética da renuncia foi um filósofo que olhou sempre para a sua vida de uma forma incrivelmente prática.
D. Filipe II
Rei de Portugal
1578 04 14 1621 03 31 D. Filipe II de Portugal, D. Filipe III de Espanha, foi um Rei que herdou um enorme Império, o maior que o mundo viu, mas que nunca passou de um monarca fraco e pouco capaz que ainda por cima confiou demasiado poder ao corrupto Duque de Lerma D. Francisco Gómez de Sandoval.
D. João IV
Rei de Portugal
1604 04 19 1656 11 06 D. João IV foi instigado pela nobreza Portuguesa a rebelar-se contra D. Filipe III de Portugal, IV de Espanha, e trazer a completa independencia a Portugal. Conseguiu-o de facto tornando-se o primeiro Rei da Dinastia de Bragança, mas morreu sem a Guerra da Restauração estar terminada.
D. Afonso II
Rei de Portugal
1185 4 23 1223 3 25 Com o cognome nada simpático de O Gordo, D. Afonso II seguiu a politica organizativa de seu pai D. Sancho I criando as primeiras leis escritas de Portugal e tentou controlar um pouco os previlégios concedidos à Igreja, algo que lhe valeu a excomunhão.
D. Pedro II
Rei de Portugal
1648 04 26 1706 12 09 D. Pedro II começou como regente de seu irmão D. Afonso VI, mas acabou mesmo por tomar o poder atravez de um golpe de estado, tendo após a suspeita morte do seu irmão casado com a sua antiga cunhada. Pacificou o país após a Guerra da Restauração e tentou modernizar o país.