Até a entrada dos jesuítas, Portugal foi culto, próspero e poderoso; em seguida, as letras agonizavam, o comércio definha, a navegação decai, o poder militar abate, perdem-se as virtudes cívicas e desaparece o equilíbrio nas relações assim entre a coroa e a Igreja como entre o Rei e os Vassalos.

REDES SOCIAIS

1,432FansCurti
0SeguidoresSeguir
22SeguidoresSeguir