Inicio 2019

Arquivos

D. António Prior do Crato

Nobre de Portugal
🎂1531–03–20 — ✝1595–08–26

D. António de Avis, também conhecido por D. António I de Portugal, Prior do Crato, foi um neto ilegítimo de D. Manuel I que tentou manter a independência Portuguesa frente aos Filipes de Espanha. Perdeu a guerra e não é contado na lista dos Reis de Portugal pela maioria das fontes oficiais.


Ler mais

Sebastião José de Carvalho e Melo

Conde de Oeiras, Marquês de Pombal, Primeiro Ministro de Portugal
🎂1699–05–13 — ✝1782–05–08

Sebastião José de Carvalho e Melo, Marquês de Pombal e Conde de Oeiras, foi Secretário de Estado de D. José I, algo como Primeiro Ministro de hoje em dia, sendo um dos homens mais importantes da História de Portugal


Ler mais

Pedro de Sousa Holstein, Duque de Palmela

Diplomata, Duque de Palmela, Político, Primeiro Ministro de Portugal
🎂1781–05–08 — ✝1850–10–12

Pedro de Sousa Holstein, 1º Duque de Palmela entre outros títulos, foi um importante político e diplomata português da primeira metade do século XIX. Foi o representante português no Congresso de Viena, um dos eventos mais marcantes do século. Ocupou também a chefia do Governo, com o titulo de presidente do Conselho de Ministros, correspondente ao Primeiro Ministro actualmente.


Ler mais

Manuel da Silveira Pinto da Fonseca Teixeira

Militar, Nobre de Portugal, Político
🎂1784–03–03 — ✝1830–03–07

Manuel da Silveira Pinto da Fonseca Teixeira, 1.º marquês de Chaves e 2.º conde de Amarante, foi um Nobre e Militar Português do inicio do Século XIX. Distinguiu-se primeiramente nas Guerras Peninsulares defendendo o país durante as Invasões Francesas. Após estas continuou no entanto um Absolutista convicto, renegando várias vezes a Constituição Liberal e pegando em armas contra ela em várias revoltas. Com a chegada ao poder de D. Miguel foi dos homens fortes deste e colocado no seu Conselho.


Ler mais

Isabel Maria de Bragança

Nobre de Portugal, Regente
🎂1801–07–04 — ✝1876–04–22

Isabel Maria de Bragança foi a quarta filha de D. João VI e aquela a quem o Rei em seu leito de morte decidiu incumbir a tarefa de governar o país até se conseguir chegar a consenso sobre quem seria o Rei. Foi Regente de Portugal durante dois anos, até D. Miguel assumir o governo de Portugal.


Ler mais